Ingredientes

  • 3 xícaras (chá) de snackpep cortado em rodelinhas
  • 1 cebola cortada em meia rodela fina
  • 1 colher (sobremesa) de sal
  • ½ xícara de vinagre de maçã ou de vinho branco
  • ½ xícara de água
  • ½ xícara de açúcar demerara
  • 4 colheres (sopa) de semente de mostarda
  • ½ colher (café) de açafrão da terra
  • 1 colher (chá) pimenta seca
  • 10 sementes de coentro maceradas

Author of this recipe

Leticia Massula

Leticia Massula

Blogueiro / autor de receitas

Mezzo mineira, mezzo goiana, Letícia Massula é cozinheira profissional e vive as voltas com as panelas na Cozinha da Matilde, que virou um blog, onde compartilha segredos, receitas e... Leia mais

O relish é uma conserva muito tradicional para acompanhar sanduiches, carnes e ovos. Feito assim com o snackpep (mini pepino)  em rodelinhas, ficou delicado e com a textura deliciosamente crocante.

Total votes: 2

Preparo

Misture a cebola com os pepininhos, polvilhe com o sal e misture bem – deixe descansar em uma peneira para drenar os líquidos por 1 hora. Esprema com as mãos para retirar o excesso de líquido. Reserve.

 Em uma panela junte o vinagre + água + açúcar + especiarias e deixe ferver. Junte os pepinos + cebola drenados, misture bem e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos. Ajuste o sal.

Envase em vidros previamente esterilizados e secos no forno quente. Ferva água e faça a segunda esterilização com os vidros virados fechados e de boca pra baixo. Ferva por 10 minutos. Deixe esfriar de cabeça pra baixo.

Feito esse processo de segunda esterilização, tem duração de 3 meses fora da geladeira. Se não fizer o processo de esterilização dura cerca de 2 semanas na geladeira.

Sugestão para servir: fica delicioso para acompanhar ovos de gema mole e farofinha de pão levain com azeite e sal.

 

Nem todos os pepinos são longos e verdes. Conheça as diferentes variedades.

Nem todos os pepinos são longos e verdes. Conheça as diferentes variedades.

Recentemente, visitei o melhorista de pepino, Eric Bal, que é funcionário da Rijk Zwaan. Talvez uma explicação seja necessária; um melhorista seleciona plantas com características hereditárias e, ao fazê-lo, pode desenvolver novos tipos de vegetais. As plantas vegetais começam como sementes e depois são vendidas para produtores de todo o mundo por empresas como a Rijk Zwaan.

Showroom de pepino

Eric me mostra uma estufa de demonstração muito legal, já que você entra em uma espécie de showroom, mas uma só para plantas de pepino. Pequeno, grande, torto, reto, com ou sem espinhos, branco e verde claro. Pepinos são mais versáteis do que a maioria das pessoas pensam. É tudo muito interessante, por isso perguntei várias coisas a ele. Confira tudo o que descobri:

De onde vêm os pepinos?
Pepinos estão sendo cultivados há 3.000 anos na China e no Nepal. Marco Polo provavelmente levou o fruto para a Europa, onde é muito consumido até hoje. No entanto, o pepino não é um vegetal amplamente utilizado em todas as partes do mundo. Você sabia que o pepino quase não é comido nos países africanos e que, enquanto a maioria dos picles são cultivados em terras indianas, o próprio povo indiano não come picles?

Quanto tempo leva para que um novo tipo de pepino seja encontrado nos supermercados?
A profissão de melhorista requer paixão e paciência. É certamente divertido misturar sabores, cores e texturas para criar uma nova variedade. No entanto, são pelo menos sete anos antes de você ter um novo tipo de pepino que pode ser vendido em um supermercado. Mini pepinos, consumidos como lanches entre refeições, podem ser encontrados em todos os lugares nos dias de hoje, mas eles só existem há cinco anos. As mais novas variedades de pepino do Eric são os bonitinhos pepinos brancos e verdes (veja a foto).

Quão rápido um pepino cresce?
A planta de pepino pode legitimamente ser chamada de ligeirinha. Quando as espécies de repolho levam de três a quatro meses para se transformarem em um produto comestível, o pepino pode ser colhido apenas duas semanas após as flores da planta aparecerem.

É verdade que o pepino costumava ser mais saboroso?
Uma declaração muito ouvida é que os pepinos costumavam ter mais sabor. Ou que os pepinos das hortas tenham um sabor melhor. Isso é verdade? Segundo Eric, isso tem a ver com a vida útil. Um pepino de uma horta é colhido e consumido imediatamente. O produto do produtor leva um ou mais dias antes de chegar às prateleiras dos supermercados. O sabor é perdido tão rapidamente quanto um pepino cresce. Um pepino é composto por 97% de água. Assim que você colhe o pepino, ele começa a secar. Portanto, é melhor consumir esse pepino o mais rápido possível!

Por que os mini pepinos são mais caros que os pepinos normais?
Em primeiro lugar, eles são embalados em pequenas caixas, ao contrário de um pepino regular que geralmente não é embalado. Além disso, a colheita é até 50% mais cara, pois leva muito mais tempo para escolher e classificar os mini pepinos.

Que tipos de pepinos existem e como são comidos?
Existem vários tipos de pepinos, muitos para mencionar, mas vamos destacar alguns por causa do formato especial ou uso e consumo em determinados países:

Na China e no Japão, eles comem pepinos com espinhos. Estes têm uma estrutura mais firme, tornando-os adequados para a fritura.
Na Rússia, eles comem muito picles. Não apenas a variedade ácida em conserva, mas também crua, de preferência com espinhos e listras intactas. Um picles cru tem uma mordida mais seca e mais firme do que um pepino.
A Turquia lidera quando se trata de lanchar mini pepinos. Eles têm uma cultura forte de lanchar e preferem pepinos de cor mais clara.
No Reino Unido, os pepinos são cortados em porções e vendidos dessa maneira no supermercado. Então você pode comprar um quarto de pepino. Isso se origina de uma época em que os pepinos eram mais caros, mas a tradição continuava viva.
Na Polônia, os pepinos midi são populares. O tamanho destes pepinos é entre um pepino grande e um mini.
Os EUA adoram mini-pepinos, de preferência como um lanche de uma mordida, então você só tem que mergulhar em seu molho de iogurte uma única vez.
Em vez de jogá-los fora, os supermercados vendem pepinos tortos em mais e mais países. Esta é uma boa maneira de evitar o desperdício de alimentos.



Seu pepino entregue por um drone
Por fim, perguntei a Eric qual é o seu sonho em relação aos pepinos. Não se trata de criar um tipo louco de pepino, mas garantir que o pepino chegue ao consumidor o mais fresco possível. Em suma, ele gostaria de ver a cadeia logística da colheita para o consumidor encurtada. Para que se possa mais uma vez desfrutar do sabor de um pepino fresco. Supermercados que trabalham com produtores locais ou partes para entregar o produto diretamente do produtor para o consumidor parecem ser a melhor opção para ele. Quem sabe, o nosso pepino pode no futuro ser entregue por um drone!
 Eric Bal, Melhorista de pepino

 

Saladas relacionadas escolhidas por outros

Want to stay up-to-date? Subscribe to our newsletter!